Confira PALESTRA: "O PODER DA ORAÇÃO SOBRE AS DOENÇAS".

O sonho esse libertador!

Autor: Celeste N.
Data: 27/05/2016 - 12:35:00
Ajude-nos a compartilhar conteúdo de qualidade!

Para um bom tratamento de um paciente, com qualquer tipo de sintoma, é necessário que cuidemos do Ser como um todo, homem matéria e ser espiritual. Quando o sintoma do mal aparece no corpo físico é porque sua energia sutil( plano espiritual) já está fraca. Esta toma a forma humana e, pode se apresentar com vários graus de densidade energética, e é nesta área que temos que curar para a matéria, o corpo, melhorar.

O homem quando recolhido em seus desejos mais íntimos e não satisfeitos ele alivia suas tensões através dos sonhos, que desde milhares de anos é o revelador do passado, do presente e futuro da humanidade.

O sonho sempre teve relevância na história da existência do homem e das religiões. Um grande exemplo é a tribo de indígenas que habitava as selvas da Malásia. Kilton Stewart, em 1935, pesquisou sobre eles os “Senois”. A característica marcante deles é que davam muita importância aos sonhos pois, consideravam ótima oportunidade de aprenderem com as energias sutis (seres espirituais) e familiares que já estavam naquele lado da espiritualidade. Eles ao acordarem discutiam e analisavam essas experiências que tinham fora do corpo e assim podiam orientar os jovens da tribo como se comportarem no plano astral e, também, faziam-se “conselho geral” baseados nos sonhos da comunidade indígena. A meta atingir o “Halak” que se traduz por “viagem astral” com plena lucidez e atuar nessa energia sutil (plano espiritual), ajudando àqueles seres espirituais que ainda não tinham tomado consciência de seu estado atual.

Esse comportamento dos índios Senois, já estavam muito além para a época como, infelizmente, para os dias atuais. As pessoas que ainda se comportam desta forma são estigmatizadas de alienados. Graças a Freud ( fundador da psicanálise) ele já percebia, pelos seus estudos, que no sonho se manifesta desejos e temores na linguagem cifrada do inconsciente e, entendia que era uma ferramenta importante para seu autoconhecimento. Carl G. Jung observando os sonhos já tinha consciência que eles eram vivências espirituais.

Grandes descobertas aconteceram durante os sonhos e eles podem estar relacionados, também, como hipnagógicos ou oníricos que são aqueles desconexos e com cenas incompreensíveis. Eles podem ser também para aliviar as tensões de um dia atribulado, como fragmentos de lembranças de vidas anteriores, como criações mentais etc.

O nosso inconsciente é como um computador e até mais perfeito, é capaz de armazenar comandos lógicos, lembranças diversas…

Nosso site no seu idioma


Nossa página no Face




Depoimentos


Depoimento de um cliente

O tratamento psicológico garantiu uma confiança muito maior, possibilitando realizar meus objetivos na vida com maior clareza e saúde mental.

Contato

O contato com profissionais qualificados para tratamento, é o primeiro passo para se tornar um ser humano melhor.



* Os links, referências e material, apresentados no site PsicólogaCeleste.com.br são de caráter informativo, não substitui a psicoterapia oferecida por um psicólogo!
Maria Celeste Nobre - CRP. 06/12291-2
Agendamento | Atendimento | Falando sobre Jung | Artigos | Vídeos | Notícias | Eventos | Tratamentos | Biografia | Contato

[email protected]
Tucuruvi :: São Paulo - SP
Tel. (11) 2994-1917 (Fixo)
Tel. (11) 9.6517-2020 (Celular)
* Atendimento somente com hora marcada.